Benefy | Menu

Carências.

É muito comum que durante o processo de contratação de um plano médico, algumas pessoas fiquem surpresas ao descobrir que antes de utilizar a maioria dos serviços oferecidos precisam aguardar o período de carência do plano.

O que são carências e quais os prazos a serem cumpridos?

Carência = prazo que o cliente deve aguardar para começar a utilizar os serviços oferecidos pelos planos de saúde mesmo pagando as mensalidades.

Prazo = período máximo determinado pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar):

• 24 horas para urgência e emergência;

• 180 dias para exames e consultas;

• 180 dias para internações e cirurgias;

• 300 dias para parto;

• 24 meses para doenças preexistentes.

Vale ressaltar que muitas operadoras reduzem o prazo de exames e consultas para 30 dias.

Existe algum plano de saúde que não possui carência?

Os planos empresariais com mais de 30 vidas (entre sócios, funcionários e dependentes) são isentos de carências. Vale lembrar que algumas operadoras isentam carências acima de 10 vidas e outras fazem algumas “promoções” pontuais isentando carências.

A operadora ou seguradora pode exigir carências extras?

Não. A carência de plano de saúde mais longa é de 2 anos, que é a carência de doença preexistente (CPT) e é analisada caso a caso. Todas as carências são informadas antes da assinatura do contrato.

Os dependentes também devem cumprir as carências?

Sim. Porém existem 3 situações onde eles não cumprem carência: cônjuges incluídos até 30 dias após o casamento ou união estável, recém nascidos (naturais ou adotivos: desde que incluídos nos planos com até 30 dias de vida) e, crianças com até 12 anos (adotivos ou não).

Quais as principais carências?

1. Carência para partos (para planos hospitalares com obstetrícia)

Normalmente o prazo de carência para parto é de 300 dias, ou seja 10 meses. O que isso significa? Significa que se a pessoa com plano de saúde e dentro da carência precisar fazer um parto, ela precisará pagar as despesas. O plano cobre somente as consultas, exames e casos de emergência.
Ou seja, o plano cobrirá: consultas, exames e emergência mas não cobrirá os custos do parto.  O plano de saúde também cobrirá os primeiros 30 dias de vida. Durante este período, o bebê usufrui de todos os benefícios do plano sem nenhum custo adicional e, após este prazo deverá ser incluído como dependente.

2. Carência para doenças preexistentes

O que é uma doença preexistente? São aquelas doenças que a pessoa já sabe que tem antes de assinar o contrato com um plano de saúde. As principais doenças são identificadas na “declaração de saúde” como por exemplo: diabetes, hipertensão, doenças do coração, etc.

O próprio beneficiário responde a declaração de saúde e informa as doenças e cirurgias que passou. É importante não ocultar uma doença preexistente na declaração de saúde para não correr risco do plano ser cancelado caso a operadora comprove a existência anterior.

A carência de doenças preexistentes é a mais longa de todas: 2 anos e é determinada pelo plano de saúde para cada doença especificamente. Neste prazo não é possível fazer pelo plano: procedimentos de alta tecnologia, cirurgias e até mesmo internações sempre que tiverem relação com uma doença preexistente. Já as consultas podem ser realizadas normalmente.

É importante lembrar que os novos sócios, colaboradores e respectivos dependentes devem ser inseridos nos planos com até 30 dias após a data de admissão. Este prazo também é válido para filhos recém nascidos e filhos adotivos com menos de 12 anos.

Benefy | Logo
Benefy | LinkedInBenefy | FacebookBenefy | InstagramMedium_Benefy
Benefy | SUSEPBenefy | ANS
Sobre nós
Como funciona
Blog
Descomplica
Voltar para o site