Benefy | Menu
Sobre nós
Como funciona
Blog
Descomplica
Acesse sua última cotação
DESCOMPLICA
  >  
Descomplica
  >  
Coberturas

Quais são os procedimentos obrigatórios cobertos pelos planos da saúde?

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) responsável por regulamentar as operadoras e seguradoras, criou uma lista de procedimentos (exames, cirurgias etc) que devem ser cobertos obrigatoriamente pelos planos de saúde. Estão entre esses procedimentos: 

• Consultas (ilimitadas);

• Internação hospitalar;

• Internação em CTI e UTI;

• Cirurgias de videolaparoscopia;

• Medicamentos para tratar artrite reumatóide, artrite psoriática, doença de Crohn;

• Testes rápidos, exames e acompanhamento de doenças infectocontagiosas como zika e dengue;

• Próteses e órteses que necessitam de cirurgia para serem colocados;

• Fisioterapia quando indicada pelo médico;

• Cirurgia para correção de miopia moderada ou grave (entre 5 e 10 graus);

• Cirurgia para correção de hipermetropia (até 6 graus);

• Cirurgia para tratamento da obesidade mórbida quando indicada por um profissional;

• Medicamento imunobiológico para tratamento de esclerose múltipla;

• 8 medicamentos orais para tratamento de câncer;

• Tratamentos para todos os transtornos mentais listados no CID (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com Saúde);

• Quimioterapia;

• Radioterapia;

• Transfusão de sangue;

• Hemodiálise;

• Exame PET-CT para diagnosticar tumores;

• Endoscopia para tratar refluxo vesicoureteral;

• Terapia imunoprofilática;

• Cirurgias laparoscópicas (tratamento de câncer no ovário, restauração do suporte pélvico, desobstrução e restauração das tubas uterinas).

Para conhecer a lista completa acesse o site da ANS.

Alguns planos para se diferenciarem no mercado e atraírem mais clientes, principalmente os planos premium, acabam incluindo procedimentos extras como: 

• Vacinas;

• Transplantes de coração, pulmão;

• Tratamentos experimentais;

• Procedimentos com finalidade estética como botox, tratamentos de emagrecimento com finalidade estética;

• Órtese (muletas, lentes de contato e óculos);

• Próteses não implantáveis (membros mecânicos, próteses de olho);

• Medicamentos para tratamento domiciliar, exceto antineoplásicos e relacionados à quimioterapia;

• Inseminação artificial.

É preciso analisar bem os valores para ver se faz sentido a contratação de planos muito mais exclusivos e, é muito importante verificar se o plano de saúde escolhido está aprovado pela ANS.