FAQ

Tudo o que você precisa saber sobre planos de saúde para a sua empresa.

O que é coparticipação em planos de saúde?

Coparticipação é o pagamento parcial do Plano de Saúde pelo colaborador por cada serviço utilizado: consulta, exame médico ou procedimento médico. Ou seja a mensalidade é paga pela empresa mas se o colaborador for no médico, ele pagará um percentual da consulta (coparticipação) quando chegar a próxima mensalidade. Se ele não usar o plano, ele não pagará nada e a empresa apenas a mensalidade.

Quais as vantagens da coparticipação para as empresas?

As mensalidades tendem a ser menores, diminuindo o custo do plano para a empresa, além de ser uma alternativa para incentivar o uso mais consciente do plano e trabalhar a gestão da saúde.

O colaborador precisa assinar algum documento para a implantação da coparticipação?

Sim. O termo que autoriza o desconto na folha de pagamento.

O que é e como funciona a carência dos planos de saúde?

A Carência é o período previsto em contrato entre a assinatura e o acesso imediato do uso do serviços pelos segurados. Para empresas com mais de 30 beneficiários não existe carência mas para empresas com menos de 30 funcionários, os prazos variam:

• Urgência e emergência: 24 horas
• Consultas básicas (clínica, pediatria, ginecologia, obstetrícia e cirurgia geral): 7 dias;
• Consultas com especialidades médicas: 14 dias;
• Procedimentos de complexidade alta:  21 dias;
• Consultas com outros profissionais do setor (nutricionista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, psicólogo): 10 dias;
• Internação hospitalar: 21 dias;
• Gravidez: 300 dias.

A maioria dos planos possui critérios de redução de carência. Sempre verifique essa possibilidade antes de adquirir um plano de saúde.

O que é Rede Referenciada ou Credenciada?

São os hospitais, clínicas, laboratórios e médicos cadastrados para atender os beneficiários (colaboradores da empresa e seus dependentes). Uma boa rede é aquela que está próxima aos locais de trabalho e de moradia dos funcionários e que sejam referência no atendimento.

O que é Declaração de Saúde

É um formulário com perguntas que vão investigar a preexistência de doenças ou lesões. Esse formulário tem que ser respondido pelo titular do plano ou seguro, que se responsabiliza também pelas respostas de todos os seus dependentes. Não se deve omitir informações para não ter problemas de atendimento ou a recusa da operadora em um tratamento.

O que é remissão?

Remissão é a garantia aos dependentes de continuidade no plano contratado sem necessidade de pagamento, em caso de falecimento do titular.

Como se calcula o reajuste anual das mensalidades dos planos de saúde?

O calculo do reajuste dos planos de saúde estão baseados em alguns fatores: inflação dos itens médicos, uso de novas tecnologias, nível de utilização dos serviços (a famosa sinistralidade) e por mudança de faixa etária.

Como se calcula o reajuste anual para planos de saúde com menos de 30 vidas?

De acordo com a Resolução Normativa nº 309 da ANS, para fins de cálculo do percentual de reajuste contratual, todas as empresas clientes que possuem menos de 30 beneficiários cadastrados em cada plano fazem parte do Pool de Risco. Para o cálculo do índice de reajuste das empresas pertencentes ao Pool de Risco, é realizado o agrupamento do índice de sinistralidade de todos os contratos de clientes da operadora que possuem quantidade de beneficiários inferior a 30 vidas no exercício do ano anterior.

Quais são os procedimentos que os planos de saúde não cobrem?

• Transplantes, à exceção de córnea e rim e dos transplantes autólogos previstos no rol da ANS;
• Tratamento clínico ou cirúrgico experimental;
• Procedimentos clínicos ou cirúrgicos para fins estéticos;
• Fornecimento de órteses, próteses e seus acessórios não ligados ao ato cirúrgico ou para fins estéticos;
• Fornecimento de medicamentos importados não nacionalizados (sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária);
• Fornecimento de medicamentos para tratamento domiciliar (exceto alguns medicamentos previstos no rol da ANS, como quimioterápicos de administração oral);
• Inseminação artificial;
• Tratamentos ilícitos, antiéticos ou não reconhecidos pelas autoridades competentes;
• Casos de cataclismos, guerras e tumultos internos declarados pelo governo.

Oferecer plano de saúde de para os funcionários é obrigatório?

Por lei não mas pode ser que a Convenção Coletiva ou o Acordo Coletivo de Trabalho indique a obrigação. A Assistência Médica é um diferencial para a empresa pois além de ser o benefício mais valorizado pelos colaboradores, ajuda na qualidade de vida e a empresa recebe a dedução do imposto de renda desse valor aliviando a carga tributária anual.

O que preciso conferir no contrato do plano de saúde?

Confira se o contrato contém as seguintes informações:

• Condições de admissão e exclusão do beneficiário;
• Modalidade do plano (individual ou familiar ou coletivo);
• Início da vigência (quando o seguro ou plano começa a valer efetivamente);
• Área geográfica de abrangência do plano ou seguro (municipal, grupo de municípios, estadual, grupo de estados, nacional ou internacional);
• Períodos de carência para consultas, internações, procedimentos médicos e exames;
• Rede (quantos e quais hospitais, clínicas ou laboratórios poderão ser usados e a relação de médicos e dentistas credenciados);
• Formas de acesso à rede: serviços que dependem de autorização prévia; serviços que dependem de consulta com clínico geral para encaminhamento a especialistas; serviços que estão sujeitos a direcionamento para determinados hospitais;
• Outros benefícios incluídos, como descontos em medicamentos, atendimento domiciliar, orientação telefônica, etc.;
• Locais, postos ou centrais de atendimento para liberação de guias, reembolso, pagamentos em atraso, etc.;
• Critérios para suspensão ou rescisão do contrato;
• Coberturas e exclusões de procedimentos médicos e hospitalares;
• Possibilidade de redução ou ampliação das coberturas;
• Critérios de reajuste e revisão das mensalidades;
• Faixas etárias e percentuais de aumento;
• Carências ou agravos na mensalidade;
• Co-participações e franquias (participação financeira do beneficiário nas despesas médicas, hospitalares e odontológicas);
• Bônus, descontos ou agravamentos no valor da mensalidade; e
• Número de registro da operadora emitido pela ANS.

Quais são as principais coberturas dos planos de saúde?

Hospitalar com Obstetrícia: Garante a prestação de serviços de saúde que compreende consultas médicas em clínicas ou consultórios, exames, tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais. Além de garantir a prestação de serviços em regime de internação hospitalar, inclusive a atenção ao parto. É garantida, ainda, a cobertura assistencial ao recém-nascido filho natural ou adotivo do contratante, ou de seu dependente, durante os primeiros 30 dias após o parto. Em caso de necessidade de assistência médico-hospitalar decorrente da condição gestacional de pacientes ainda cumprindo período de carência, a operadora deverá abranger cobertura igual aquela fixada para o plano do segmento ambulatorial, não garantindo, portanto, internação além das 12 horas iniciais.

Hospitalar sem Obstetrícia: Garante a prestação de serviços de saúde que compreende consultas médicas em clínicas ou consultórios, exames, tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais. Além de garantir a prestação de serviços em regime de internação hospitalar, com exceção da atenção ao parto. A legislação não admite previsão de limite de tempo de internação. Durante o período de carência, em caso de atendimento de emergência, deverá cobrir as primeiras 12 horas de atendimento.

Ambulatorial: Nesta cobertura está garantida a prestação de serviços de saúde que compreende consultas médicas em clínicas ou consultórios, exames, tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais. Os atendimentos de emergência estão limitados até as primeiras 12 horas do atendimento. A realização de procedimentos exclusivos da cobertura hospitalar fica sob responsabilidade do beneficiário, mesmo sendo feito na mesma unidade de prestação de serviços e em tempo menor que 12 horas.

Quando posso mudar de Corretora de Seguros?

A mudança de Corretora de Seguros pode acontecer em 3 momentos:
1. Na contratação de um novo plano;
2. Caso já tenha contrato vigente, pode-se alterar com 30 dias antes de terminar o contrato;
3. A qualquer momento desde que a corretora atual esteja de acordo.

Sou obrigado a comprar os benefícios através de um corretor?

Para planos de saúde, odontológicos e seguros de vida sim. Para os demais benefícios, não.

Como sei que a Benefy é a melhor corretora e consultoria de planos de saúde?

A Benefy tem o compromisso com os clientes de sempre disponibilizar os melhores planos de saúde oferecidos no mercado de forma ética, transparente, imparcial e justa. você consegue fazer cotações com fornecedores diferentes, comparar planos e obter toda a informação necessária para auxiliá-lo no processo de tomada de decisão.Além disso, nossos especialistas estão à disposição para ajudar sempre que preciso.

Preciso pagar algo para a Benefy?

Não. A Benefy por ser uma corretora de seguros devidamente credenciada à SUSEP, recebe sua comissão sobre as vendas dos planos de saúde diretamente das seguradoras/operadoras.

A partir de quantas vidas posso contratar um plano de saúde da Amil?

Os planos de saúde da Amil exigem no mínimo 02 vidas; sendo 01 titular + 01 dependente (cônjuge ou filhos).

O que é coparticipação em planos de saúde?

Coparticipação é o pagamento parcial do Plano de Saúde pelo colaborador por cada serviço utilizado: consulta, exame médico ou procedimento médico. Ou seja a mensalidade é paga pela empresa mas se o colaborador for no médico, ele pagará um percentual da consulta (coparticipação) quando chegar a próxima mensalidade. Se ele não usar o plano, ele não pagará nada e a empresa apenas a mensalidade.

Quais as vantagens da coparticipação para as empresas?

As mensalidades tendem a ser menores, diminuindo o custo do plano para a empresa, além de ser uma alternativa para incentivar o uso mais consciente do plano e trabalhar a gestão da saúde.

O colaborador precisa assinar algum documento para a implantação da coparticipação?

Sim. O termo que autoriza o desconto na folha de pagamento.

O que é e como funciona a carência dos planos de saúde?

A Carência é o período previsto em contrato entre a assinatura e o acesso imediato do uso do serviços pelos segurados. Para empresas com mais de 30 beneficiários não existe carência mas para empresas com menos de 30 funcionários, os prazos variam:

• Urgência e emergência: 24 horas
• Consultas básicas (clínica, pediatria, ginecologia, obstetrícia e cirurgia geral): 7 dias;
• Consultas com especialidades médicas: 14 dias;
• Procedimentos de complexidade alta:  21 dias;
• Consultas com outros profissionais do setor (nutricionista, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, psicólogo): 10 dias;
• Internação hospitalar: 21 dias;
• Gravidez: 300 dias.

A maioria dos planos possui critérios de redução de carência. Sempre verifique essa possibilidade antes de adquirir um plano de saúde.

O que é Rede Referenciada ou Credenciada?

São os hospitais, clínicas, laboratórios e médicos cadastrados para atender os beneficiários (colaboradores da empresa e seus dependentes). Uma boa rede é aquela que está próxima aos locais de trabalho e de moradia dos funcionários e que sejam referência no atendimento.

O que é Declaração de Saúde

É um formulário com perguntas que vão investigar a preexistência de doenças ou lesões. Esse formulário tem que ser respondido pelo titular do plano ou seguro, que se responsabiliza também pelas respostas de todos os seus dependentes. Não se deve omitir informações para não ter problemas de atendimento ou a recusa da operadora em um tratamento.

A partir de quantas vidas posso contratar um plano de saúde da Care Plus?

Para se contratar um plano de saúde da Care Plus, é necessário uma composição mínima de 02 titulares. Porém é importante salientar que eles não podem ter vínculo familiar entre si.

A Care Plus aceita MEI ou ME em seus planos de saúde?

A Care plus não aceita MEI/ME em seus planos de saúde.

A Care Plus aceita empresas de todos os segmentos?

Não. A Care Plus aceita somente empresas dos seguintes segmentos: Sociedades de advocacia; Agências de propaganda e marketing; Assessoria de imprensa; Software house; Internet; Lojistas de marcas Premium; Bancos de investimento; Corretores de valores; Correspondentes financeiros; Consultoria; Healthcare.

Os planos da Care Plus são comercializados fora do eixo São Paulo-Rio de Janeiro?

Os planos da Care Plus são comercializados somente para empresas com CNPJ nos estados de São Paulo ou Rio de Janeiro. Porém é importante ressaltar que os planos da Care Plus possuem um rede credenciada de abrangência nacional.

O Omint oferece planos para MEI ou ME?

Sim, a Omint oferece planos de saúde para MEI/ME porém não são todos; somente: C19, C16, C15 e SC2

Qual o novo plano da Omint com os hospitais da Rede D'or?

O novo plano da Omint que contempla em sua rede credenciada os hospitais da Rede D'or é o SkillMax.

Planos da Omint possuem coparticipação?

Não. Todos os planos da Omint não possuem coparticipação.

A partir de quantas vidas posso contratar um plano da Omint?

A Omint possui planos de saúde a partir de 01 titular para os planos: C19, C16, C15 e SC2.

Quais os planos de saúde da Omint não possuem retaguarda?

C17 - não possui retaguarda no hospital Albert Einstein.
C16 - não possui retaguarda no hospital Albert Einstein.
C15 - Não possui retaguarda nos hospitais: Albert Einstein e Sírio-Libanês.

Qual da diferença entre os planos com R1, R2 e R3?

A diferença está nos valores de reembolso. Os valores pagos por reembolso dos planos R3 são maiores que os do R2; que por sua vez, são maiores do que o R1.

A SulAmérica possui remissão em seus planos de saúde?

Sim. A SulAmérica possui remissão de 02 anos para todos os seus planos de saúde.

A partir de quantas vidas posso contratar um plano de saúde da SulAmérica?

A composição mínima para se adquirir um plano de saúde da SulAmérica é de 03 vidas. Podendo ser somente 01 titular + 02 dependentes (cônjuge ou filhos).

Qual da diferença entre planos compulsórios e os de livre adesão?

Os planos compulsórios são planos de saúde empresariais, que devem ser feito com 100% dos sócios e diretores, ou 100% dos funcionários. Ou seja, se entrar um novo sócio ou funcionário na empresa, ele(a) deve ser incluído automaticamente no plano.

Já os planos de livre adesão, tanto os sócios e/ou funcionários podem optar por aderir ou não ao plano de saúde.

Vale ressaltar que os planos de livre adesão são mais caros que os compulsórios.

Quem pode comprar os planos de saúde da Vitta?

Somente empresas associadas à ABStartups. Acesse o site: https://abstartups.com.br/

Por que os planos de saúde da Vitta são mais baratos que os das outras operadoras?

Porque a Vitta é uma administradora de planos de saúde. Sendo uma administradora, ela possui condições comerciais diferenciadas por assumir o risco da carteira de seus clientes.

Qual o último percentual de reajuste dos planos da Vitta?

Por se tratar de um plano recém lançado no mercado, ainda não há nenhum percentual de reajuste aplicado.

Os planos da Vitta possuem cobertura nacional?

Sim. Os planos da Vitta foram desenvolvidos em parceria com a Seguros Unimed; logo quem contrata um plano da Vitta irá se beneficiar da rede credenciada da Seguros Unimed que por sua vez possuem cobertura nacional.

É verdade que os planos da Vitta não possuem carências?

Sim. Os planos da Vitta não possuem carências como parto, consultas, etc. Porém existem sim carências para doenças pré-existentes que serão avaliadas no momento da contratação do plano.

Benefy Logo
FALE COM UM ESPECIALISTA